quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

A bruxa

A bruxa

Vanessa vestiu de bruxa
para amedrontar Licinha,
a caçulinha.

Licinha achou um sarro
e não coisa do mal.
Riu e dançou como ninguém.
Se era carnaval,
queria brincar também.

Como não deu jeito
de amedrontar Licinh
com o malfeito,
o feitiço virou
contra o feiticeiro.

De noite sonhou
que virava bruxa,
mas de verdade.
Tanto se assustou
que ninguém sabe a razão,
mas parece que choveu
no seu colchão.

José, Elias. Caixa mágica de surpresa. são Paulo: Paulinas, 1984.