segunda-feira, 14 de novembro de 2011

A assembléia dos ratos

A ASSEMBLÉIA DOS  RATOS   


                Um gato de nome Faro-Fino deu de fazer tal destroço na rataria duma casa velha que os sobreviventes, sem ânimo de sair das tocas, estavam a ponto de morrer de fome. 

        Tornando-se muito sério o caso, resolveram reunir-se em assembléia para o estudo da questão. Aguardaram para isso certa noite em que Faro-Fino andava aos miados pelo telhado, fazendo sonetos à lua. 

        – Acho – disse um deles – que o meio de nos defendermos de Faro-Fino é lhe atarmos um guizo ao pescoço. Assim que ele se aproxime, o guizo o denuncia, e pomo-nos ao fresco a tempo. 

        Palmas e bravos saudaram a luminosa idéia. O projeto foi aprovado com delírio. Só votou contra um rato casmurro, que pediu a palavra e disse: 

        – Está tudo muito direito. Mas quem vai amarrar o guizo no pescoço de Faro-Fino? 

        Silêncio geral. Um desculpou-se por não saber dar nó. Outro, porque não era tolo. Todos, porque não tinham coragem. E a assembléia dissolveu-se no meio de geral consternação.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

O que é parlenda?

"Parlendas ou parlengas são palavreados ou versos infantis de poucas sílabas (geralmente de cinco ou seis sílabas) com rimas simples. Além de acalentar, distrair e divertir, ajudam a memorizar as primeiras noções de sequência  (números, dias da semana, nomes etc.) Podem ser usadas para escolher, por exemplo, quem inicia uma brincadeira. Como as parlendas não são cantadas, mas declamadas, o ritmo é seu elemento mais forte." (Centurion, Marília. Vai começar a brincadeira: manual pedagógico - São Paulo: FTD, 2007.)

Vivendo sob a convergência


Vivendo sob a convergência
Reflexões: As múltiplas formas de utilização do celular
Eu, assim como a maioria dos seres humanos utilizo o celular para conversar com a minha família e com meus amigos e também faço uso do celular para fotografar, a família, meus alunos, trabalhos escolares da turma para postar na internet, fotografo a natureza, e também fotografo algumas produções minha para postar no meu blog.
A jovialidade atualmente, além de conversar viva voz com seus celulares, faz uso do mesmo para fotografar suas vivencias seus amigos, a balada para fazer post no facebook, okurt  e também para fazer pequenas filmagens, para trabalhos escolares, denunciar ou provar alguma coisa para os pais ou professores.
Em conseqüência da utilização indevida do celular pelo aluno no contexto educacional acontecem alguns inconvenientes. Mas, acredito que tais ocorrências não sejam culpa da mídia e sim da indisciplina. Acredito também que a utilização do celular no contexto educacional como ferramenta pedagógica, enriquece o processo de ensino aprendizagem.
Ficar uma semana sem o aparelho celular...
A minha vida viraria um caos. É o meu despertador para reuniões, eventos e horário de trabalho. É utilizando o celular que organizo o meu cotidiano em casa e na escola, não me preocupo em decorar número de telefone, recorro à agenda e divido o meu dia a dia com a família pelo telefone. Além de constantemente utilizar a multimídia disponível no aparelho para enriquecer o plano de aula e transformar minha prática.
Maria de Jesus Lima Rodrigues.